Você sabe como lidar com a inadimplência em plena crise?

Você sabe como lidar com a inadimplência em plena crise?

fluxo de caixa

04 nov Você sabe como lidar com a inadimplência em plena crise?

Sem dúvida alguma, a inadimplência pode colocar a saúde financeira do negócio em risco. Isso é fato, pois causa um impacto profundo no fluxo de caixa.

Ainda mais com a crise latente que se inseriu no País, fica evidente que às vezes a única opção é pedir empréstimo para cobrir os gastos e os “buracos” dentro da empresa. Mas a formação de outras dívidas, não seria um modo de ter ainda mais prejuízos e débitos?

Se você deseja que sua empresa não corra o risco de continuar no prejuízo, evitar mais inadimplência e ainda possuindo estratégias para remediar a situação, fique atento ao que compartilhamos com você neste artigo!

Como evitar a inadimplência e resolver esse problema?

Toda empresa ainda no cálculo do preço de venda, precisa considerar os riscos de o cliente não pagar. Seja qual for o seu segmento.

É preciso, portanto, embutir nesse preço os juros de um eventual atraso. Além disso, os contratos devem ter a previsão de multas, juros e também as garantias legais de recebimento. Uma forma interessante de se prevenir das inadimplências é usar uma boa ferramenta de cadastros positivos.

“Como assim”?

A empresa precisa realizar um cadastro dos clientes que de fato são bons pagadores e poder quem sabe, ter também esse feedback de outras empresas parceiras a ela.

Outra opção é oferecer parcelamento por meio do cartão de crédito e nos casos em que o cliente já está em inadimplência, antes de recorrer à Justiça, é bom antes tentar um acordo amigável. Algo que fique bom para ambas às partes, já que abrir processo custa caro, além de levar anos para serem resolvidos.

Selecionar profissionais de cobrança que tenham poder em persuasão

Se você possui um setor financeiro em sua empresa, pode selecionar profissionais que tenham uma experiência no setor de cobrança. Nesse sentido é preciso ter um grande cuidado ao falar com o devedor.

O profissional, portanto, deve ser educado, mas ao mesmo tempo, saber sensibilizar o cliente, de maneira que ele se sinta “tocado” pelo fato da dívida e se dedique a pagá-la, conforme for acordado.

O poder da persuasão é muito útil nesse sentido. Inclusive há várias palestras e cursos de como um vendedor e colaborador pode ser inteligente na hora de conseguir fazer com que o cliente pague a dívida.

Quanto está a dívida e quanto ela pode ficar?

Uma forma eficaz nesse sentido, é dizer que a dívida segundo análise já vai em (exemplo) “1.000 reais”, mas com o desconto para pagamento à vista, o valor cai para 850 reais, e em caso de parcelamento, há a possibilidade de dividir o total em até 4 vezes.

Antes de terminar a negociação, a empresa precisa lembrar ao cliente dos benefícios de ter o nome retirado do SPC SERASA, podendo também fazer uso novamente do sistema de compras da empresa, já que a mesma dispõe de diversidade e itens que agregam valor ao cliente.

Apesar de parecer que neste momento não seja o momento adequado para vender, a possibilidade de poder comprar mais, dá ao cliente a lembrança das vantagens de quitar suas dívidas.

É preciso lembrar que o cliente não deve porque gosta de dever, mas que existe uma influência correlacionada à crise que o colocou nessa situação.

Contabilidade como coadjuvante do seu negócio

O empreendedor precisa também compreender que a contabilidade é na verdade sua amiga, pois por meio de uma assessoria contábil, o empresário pode não somente ter relatórios preciso sobre quem está inadimplente, como quanto cada cliente deve e como a empresa pode sair desse sufoco. Seu contador já atua como um dos gestores do seu negócio? Consulte-o à respeito, com certeza ele irá querer participar do seu sucesso!

Por meio de uma boa equipe de contabilidade isso e muito mais pode ser feito!

Pense nisso e até a próxima!

Nenhum Comentário

Postar um comentário