Ponto de Equilíbrio Empresarial: Sua empresa já atingiu esta meta?

Ponto de Equilíbrio Empresarial: Sua empresa já atingiu esta meta?

Ponto de Equilíbrio Empresarial

18 ago Ponto de Equilíbrio Empresarial: Sua empresa já atingiu esta meta?

O ponto de equilíbrio é uma variável que apresenta extrema importância para ser usada no processo de gestão empresarial. Ele vai muito além do simples conhecimento do nível de vendas a ser alcançado por uma empresa para evitar prejuízos em períodos em que não há lucro.

Ele é um direcionamento para:

  • Metas de vendas;
  • Ampliação;
  • Redução da capacidade produtiva;
  • Dentre outros itens.

Quer saber mais sobre isso? Você sabe responder se a sua empresa já atingiu essa meta?

Continue lendo e descubra!

O que é o Ponto de Equilíbrio?

O Ponto de Equilíbrio (PE ou Break Even Point, em inglês) é o ponto de igualdade financeira que ocorre entre as despesas e as receitas totais avaliadas em um mesmo período.

É por meio desse ponto que você vai conseguirá saber qual deve ser seu faturamento mínimo mensal necessário para realizar a cobertura dos seus gastos fixos e variáveis. Esse número é o que determinará qual será a quantidade de vendas a ser alcançada, culminando na obtenção de lucro.

Existem algumas variações do cálculo para deixar o indicador mais coerente com o objetivo da empresa, veja quais são os três principais!

Método Contábil

Esse é o método mais disseminado e conhecido do cálculo. Nele, o cálculo precisa considerar que a relação receitas menos despesas deve ser igual a zero (receitas-despesas=0).

Método Financeiro

No Ponto de Equilíbrio Financeiro ou de Caixa, são retiradas todas as despesas e receitas que não representam desembolso ou entrada, fazendo com que o indicador fique compatível com o orçamento da empresa.

Método Econômico

No Ponto de Equilíbrio Econômico, é considerado o custo de oportunidade do dinheiro que é aplicado. Assim, é possível ter uma visão do lucro mínimo aceitável pelo empreendedor, sabendo sempre que ele aplicou os seus recursos no negócio.

Como calcular o ponto de equilíbrio da empresa?

Provavelmente você já viu muitos empreendimentos fechando as portas bem antes de completarem um ano de existência, não é mesmo? Segundo dados da InfoMoney, um terço das empresas fecha em dois anos no Brasil.

Entre alguns dos fatores que, infelizmente, fazem com que isso aconteça, está o desconhecimento do empresário sobre alguns elementos básicos. Um desses elementos  é o Ponto de Equilíbrio (PE), que pode ser resumido ao faturamento mensal mínimo que a empresa precisa ter para cobrir os custos fixos e variáveis.

Além disso, o Ponto de Equilíbrio serve como um indicador que auxilia o empresário na hora de definir o nível de produção ideal realizado pela empresa, conforme os termos de quantidade e de valor.

Se a empresa se encontrar em um nível abaixo deste ponto, então ela se encaixa em uma área de prejuízo e, no oposto disso, na zona da lucratividade. Sem ser capaz de compreender o cálculo do ponto de equilíbrio de uma empresa, o negócio seguirá rumo a falência.

Entenda a fórmula do Ponto de Equilíbrio

Antes de entender como realmente funciona a fórmula do Ponto de Equilíbrio, precisamos conhecer pequenos conceitos. Entre eles, podemos citar:

  • Custos fixos;
  • Custos variáveis;
  • Margem de contribuição.

Os custos fixos são aqueles que não sofrem alterações causadas pelas variações que acontecem na produção da empresa. Podemos citar como esses custos:

  • Aluguel;
  • Limpeza;
  • Seguros;
  • Entre outros.

Já os custos variáveis são aqueles que variam conforme o nível de produção, como, por exemplo:

  • Matéria-prima;
  • Mão de obra;
  • Entre outros.

Enquanto isso, a margem de contribuição é o valor que cada unidade produzida gera para pagar os custos fixos. Com esses conceitos em mente, é possível fazer o cálculo do ponto de equilíbrio por unidades vendidas e o PE por faturamento.

Se você busca soluções contábeis, oferecemos serviços adequados de acordo com o seu perfil. Entre em contato conosco!

Nenhum Comentário

Postar um comentário