Fomento Mercantil: Como combater a fraude? | Direcional Contabilidade

Fomento Mercantil: Como combater a fraude?

combater fraudes no Fomento Mercantil

06 abr Fomento Mercantil: Como combater a fraude?

A inadimplência é um problema recorrente no Fomento Mercantil e tem se tornado o pior deles, prejudicando os caixas das empresas de Factoring. O problema se dá pelo fato da empresa faturizadora ter como seu principal serviço conceder crédito antecipado à uma outra empresa (chamada de faturizado).

O objetivo deste artigo é fazer com que o empreendedor entenda quais são as fraudes mais comuns que podem ocorrer nas empresas de Factoring e trazer soluções para que a faturizadora diminua os riscos de fraudes.

Existem algumas fraudes que são mais utilizadas porém, existem formas de as combater, mas não se engane, não é tão fácil achar essas informações disponíveis. Por isso, abaixo saiba tudo para combater fraudes no Fomento Mercantil!

Fraudes mais comuns no Fomento Mercantil

 1-Apropriação indébita – Se caracteriza quando a Factoring realiza o pagamento do título, mas a faturizada não honra com os compromissos. Nesse caso, sua empresa de Factoring pode entrar com uma ação incondicionada e instaurar um inquérito policial. O Ministério Público pode também iniciar esse processo, caso necessário.

2-Estelionato – Se caracteriza quando outro possui vantagem pessoal para prejudicar a sua empresa Factoring, criando um esquema para facilitar erros. Também é considerado estelionato quando a empresa vende um ativo à duas faturizadoras, vende cheque sem fundo, produto falsificado ou defeituoso.

Segue o mesmo procedimento do caso anterior e é considerado como doloso, visto que a pessoa que faz isso tem a real intenção de prejudicar.

3-Duplicata simulada ou fria – Se dá quando não existem notas fiscais e comprovações de entregas para um determinado título, ou seja, não existe uma transação real que tenha originado o documento.

Também é considerado quando alguém emite uma nota de valor maior ou menor que a do título real, isso é considerado como Fraude de Fisco e é previsto artigo 172 do Código Penal.

4-Empresa fantasma – É quando alguém cria uma empresa com documentos falsos, compra produtos negociando pagamentos, vende para outras empresas, negocia com a Factoring (serviços como intermediação com fornecedor ou compra de títulos) e some antes que as faturas tenham seus vencimentos.

Ferramentas para identificar fraudes

direcional

Existem formas simples do administrador de Factoring evitar fraudes. Ainda existem outros tipos de fraudes e em todas elas as dicas que serão dadas a seguir cobrem e previnem.

Cadastro Positivo e o impacto nas inadimplências

O Cadastro Positivo é um conjunto de dados que trazem à sua empresa informações de bons pagadores. Ele é previsto pela Lei 12.414/2011 e pode ser encontrado em sistemas de consultas – como a Serasa Experian e o SPC.

Ele traz um histórico de pagamentos positivos dos seus faturizados e reduz o risco de concessão de crédito em todos os aspectos de fraudes informadas no tópico anterior.

Cadastro negativo para análise do cliente

É importante que você considere essa análise. Muitas empresas acabam não realizando o histórico negativo do seu cliente e se envolvem com maus pagadores e com instituições que possuem sinais de fraudes.

Na consulta, que pode ser vista nos mesmos sistemas falados acima, além de dados cadastrais, você possuirá o comportamento desse cliente de forma geral. Algumas informações relevantes que as consultas da Serasa, por exemplo, possuem são:

  • Histórico de compras (últimas compras do cliente);
  • Registro de consultas (quais empresas consultaram essa empresa nos últimos tempos);
  • Dados cadastrais (CNPJ, Razão Social, Quadro Social, Data de Abertura da Empresa e outros);
  • Dívidas vencidas (títulos negativados há mais de 5 anos);
  • Alerta de Fraude (caso uma empresa seja suspeita, te dá um alerta na consulta para que você analise os dados minuciosamente com os documentos coletados);

Além dessas, existem outras informações relevantes na pesquisa, como, por exemplo uma opção que se chama “Credit Risckscoring” que traz a pontuação de acordo com o risco de oferecer crédito àquela organização.

Ainda existem muitas informações e dicas exclusivas e surpreendentes sobre esse assunto. Quer ajuda? Conecte-se conosco pelos comentários ou redes sociais e nos deixe te ajudar.

À sua empresa, sucesso com um futuro sem riscos!

Até a próxima!

Nenhum Comentário

Postar um comentário