Como funciona o tratamento contábil de uma empresa de Factoring Mercantil!

Como funciona o tratamento contábil de uma empresa de Factoring Mercantil!

Factoring

02 fev Como funciona o tratamento contábil de uma empresa de Factoring Mercantil!

O tratamento contábil das empresas de factoring funciona de uma forma muito dinâmica, mas que precisa também de informações em tempo real e agilidade total nas negociações.

Como funcionam as empresas de Factoring?

Basicamente falando, a empresa de Factoring compra uma carteira de títulos assumindo o risco total da negociação com o devedor do mesmo.

Por exemplo: uma empresa “X” vende seus títulos/duplicatas (valores não pagos por clientes) para a Factoring Fomento Mercantil “N”, com um valor abaixo do que o título vale, ou seja, com valor menor do que o cliente realmente deve.

Supondo que a empresa “X” tem um valor total em títulos de R$ 15.000,00, mas vendeu para a Factoring por R$ 10.000,00, a mesma terá de resultado ou lucro com a negociação um valor de R$ 5.000,00, uma vez que vai cobrar do cliente o valor total dos títulos e pagou um valor menor por ela. Sendo assim, temos:

  • Duplicatas a receber/Ativo circulante – R$ 15.000,00
  • Bancos/Ativo circulante-Disponibilidades – R$ 10.000,00
  • Receita da Faturização/Conta de Resultado – R$ 5.000,00

Esse ramo de atividade é previsto por lei. A mesma que apoia as empresas de Factoring, é a de número 8981/95, com artigo 36 e com aplicação da Lei de número 9.430/96.

Por questão de segurança comercial, existe um contrato da faturização entre a empresa e a Factoring, no qual estipula-se a venda de direitos creditórios e os outros serviços prestados pela faturizadora e o faturizado.

A empresa de Factoring assume todo o risco de crédito, uma vez que, após a compra dos títulos é realizada, ela assume todo o risco de crédito. Ela não tem garantia de que os devedores daqueles títulos irão se regularizar, e o dever de cobrança e gestão contábil é da mesma.

Etapas da Contabilidade e Negócios da Factoring

1485961843-factoring_centro_direcional

A faturização só ocorre quando os riscos de crédito, como a cobrança por exemplo, são passadas à Factoring. Caso contrário a negociação se caracteriza como desconto de duplicata, vez que o objetivo da mesma é fazer com que as demais empresa não precisem de um setor de cobrança.

As etapas entre a Factoring e a empresa, em faturização, são:

  • Uma determinada empresa vende seu título, crédito, bem ou serviço à prazo que gera um crédito no valor do mesmo.
  • A empresa negocia o crédito (de acordo com o valor daquele título) com a empresa de Factoring, passando assim para a mesma, todo o risco de negócio. Dependendo da negociação, a empresa ainda pode receber uma assistência de crédito pela Factoring.
  • Com o título negociado e pago pela Factoring, a mesma cobra ao cliente negociando com o mesmo o valor e a forma de cobrança deste título.
  • Finalizando o prazo estipulado inicialmente pela Factoring o cliente deverá pagar o valor do crédito à mesma e assim finda toda a operação.

As etapas entre a Factoring e a empresa, se em desconto de títulos, são:

  • A Factoring Fomento Mercantil negocia o título com a empresa por valores mais baixos que o título realmente vale.
  • A empresa passa à Factoring a responsabilidade de cobrança, e a mesma cobra ao devedor.
  • Se o cliente pagar a dívida à Factoring, a mesma paga à empresa. Caso o contrário, os riscos de contabilidade, ou de não receber os títulos, ainda continuam sendo da empresa.

Ad Valorem

Essa expressão significa o valor que a empresa de Factoring cobrou dos seus clientes, prestando serviços continuamente aos seus clientes, sendo comprovados por Notas Fiscais. Ele não difere o grau de risco do título comprado nem o prazo de quitação.

Receita é o valor da prestação de serviços.

Receita Diferencial na Compra/Fator de compra é o ganho em cima do valor do título.

Sua empresa de factoring precisa de dicas para contabilizar suas despesas e receitas? Fale conosco!

Nenhum Comentário

Postar um comentário